22°
Máx
16°
Min

Há 20 anos, voluntários alimentam pacientes com câncer em Maringá

Há 20 anos, Marlene Puertas começou um gesto solidário: alimentar pacientes com câncer. Semanalmente, ela leva um lanche saudável para as pessoas que vão a uma clínica de radioterapia para tratamento.

“As pessoas vêm de fora, elas passam o dia ali na clínica e não têm alimento”, conta dona Marlene, que agora tem ‘fiéis escudeiros’ para lhe ajudar na missão. Um deles é Alicia Scurcell, que fica responsável por ‘alimentar’ a alma dos pacientes.

“Muitas pessoas nos dizem que as famílias consideram uma carga a pessoa doente e não lhe dão amparo e a proteção necessária. Por isso, nos pedem: que Deus toque o coração das famílias e nos ajudem a enfrentar esse problema”, declarou.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer, por ano, 12 milhões de pessoas são diagnosticadas com câncer no país. Para os médicos, a solidariedade dos voluntários não ajuda apenas a alimentar os pacientes, mas a alegrá-los.

Segundo o médico José Ferreira, quanto melhor o paciente estiver se sentindo, melhores as chances de cura.

Colaboração Kelly Moraes e Nilson Cirino da Rede Massa