24°
Máx
17°
Min

Haitianos fazem ato de protesto em Londrina

(foto: Cido Marques/FCC) - Haitianos fazem ato de protesto em Londrina
(foto: Cido Marques/FCC)

Haitianos que vivem na região de Londrina programaram para este domingo (15) um ato de protesto na Concha Acústica, a partir das 9h, lembrando a celebração do Dia da Bandeira em seu país de origem. 

Mais de dois mil haitianos vivem em Londrina, Cambé, Ibiporã, Rolândia e Arapongas. A expectativa é de que pelo menos 500 estejam presentes no evento.

Na Concha Acústica, os organizadores pretendem realizar orações pelo Haiti e o Brasil, além de pedir pelos haitianos refugiados no país. Em seguida fazem uma caminhada até a Praça Tomi Nakagawa, onde protestam contra uma falta de respeito e preconceito por parte da polícia, devido às constantes abordagens e revistas as quais são submetidas.

Os haitianos também sentem que recebem um atendimento diferenciado nas unidades públicas de saúde e cobram mais atenção da Embaixada do Haiti no Brasil.  A programação prevê apresentações artísticas típicas do país.

Entre os organizadores estão a Cáritas e o haitiano Henry Michel  Anglade. Ele está no Brasil há quatro anos. Chegou dois anos depois do terremoto, que matou mais de 300 mil pessoas, em 2010. Além de trabalhar, o rapaz está no último ano de teologia.

(com assessoria de imprensa)