24°
Máx
17°
Min

Homem confessa ter jogado esposa viva no Rio Iguaçu

(Foto: Divulgação / Facebook) - Homem confessa ter jogado esposa viva no Rio Iguaçu
(Foto: Divulgação / Facebook)

O caso do desaparecimento da jovem Jéssica Luana Barbosa, de 20 anos, foi elucidado pela Polícia Civil após a confissão do suspeito à Polícia Civil. Marins Moreira, que morava junto com a jovem, desaparecida desde 7 de março, revelou que jogou a mulher dentro do Rio Iguaçu, em uma ponte na BR-153, em União da Vitória.

A declaração prestada pelo delegado chefe da 4ª Subdivisão Policial de União da Vitória (4ª SDP), Douglas Carlos de Possebon e Freitas, foi confirmada pelo próprio suspeito, de 24 anos, em entrevista ao portal Vvale.

Segundo ele, a mulher era estressada e sempre tinha discussões com sua mãe, que morava junto com o casal. Na noite de 6 de março, quando passavam pela ponte, o suspeito disse ter fingido que um pneu estava furado e os dois desceram do veículo. “Foi muito rápido. Peguei ela e joguei no rio, viva. Entrei no carro, dei a volta e fui para a casa”, disse Marins na entrevista.

Marins teve a prisão preventiva decretada na tarde de ontem (24) e está preso na 4ª SDP. O Corpo de Bombeiros confirmou que realiza buscas na região e ainda não encontrou o corpo da jovem.

Colaboração Vvale.