20°
Máx
14°
Min

Homem de 114 anos pode ser o mais velho do mundo

Com 114 anos recém completados, ele esbanja simpatia e vitalidade. É assim que seu Sebastião Batista dos Santos recebe a equipe da Rede Massa em Coronel Vivida, a 42 quilômetros de Pato Branco. O idoso mostra o documento que confirma que ele nasceu no início do século 20, no dia 15 de março de 1902. Segundo o registro, seu Sebastião nasceu no interior de Mangueirinha, também no sudoeste do Paraná, mas ainda pequeno teria se mudado para Coronel Vivida. Foi lá, junto com a esposa já falecida que ele ajudou a criar nove filhos, 25 netos e 12 bisnetos.

Sebastião Batista dos Santos, de 114 anos, criou nove filhos, 25 netos e 12 bisnetos em Coronel Vivida, no sudoeste do Paraná

E depois de todos esses anos, seu Sebastião mostra que tem ainda muita disposição para o trabalho. A horta da casa dele é um exemplo disso, onde ele passa boa parte do tempo cuidando das plantações de milho e de feijão. “Não aprendi a ler, não aprendi a escrever, mas a minha educação é boa graças a Deus, na base do respeito que é a maior riqueza do mundo”, declara o sorridente agricultor.

Se não bastasse cuidar da horta, seu Sebastião ainda se arrisca nas modas de viola e na gaita. A filha mais nova dele, Joceli Santos, conta que a vitalidade do pai vem das coisas simples que ele gosta e do jeito de encarar a vida. Segundo ela, ele nunca passou por uma doença grave e se alimenta muito bem todos os dias. “Para mim, ele é eterno, então eu não tenho que ele vai faltar um dia e nunca vai sair de perto de mim”, comenta.

“Me dando saúde e felicidade, posso ir para os 115, 120 anos”, garante Sebastião

Recentemente o livro dos recordes divulgou que um polonês seria o homem mais velho do mundo com 112 anos. Mesmo com os documentos que comprovem uma idade maior, seu Sebastião não espera ser reconhecido por isso, só quer viver mais uns anos com saúde e ao lado da família. “Me dando saúde e felicidade, posso ir para os 115, 120 anos”, completa.

Colaboração Monique Sfoggia, da Rede Massa.