22°
Máx
17°
Min

Homem é preso suspeito de envenenar esposa e netos

Suspeito foi encontrado no hospital enquanto visitava conhecidos; ele já tinha ameaçado a esposa de morte (Foto: Divulgação / Polícia Civil) - Homem é preso suspeito de envenenar esposa e netos
Suspeito foi encontrado no hospital enquanto visitava conhecidos; ele já tinha ameaçado a esposa de morte (Foto: Divulgação / Polícia Civil)

Um homem de 58 anos foi preso pela Polícia Militar de Jaguariaíva (125 quilômetros de Ponta Grossa) neste fim de semana suspeito de tentar matar a esposa, neta e bisnetos envenenados. Ele colocou veneno de rato em uma sobremesa que foi servida para a mulher, de 62 anos, a neta de 22 anos e uma bisneta de cinco anos. Eles passaram mal, foram até o hospital da cidade, mas já estão se recuperando e não correm risco.

De acordo com o delegado Gumercindo Athayde, responsável pela investigação do caso, Maria Cândida dos Santos havia feito uma sobremesa para levar na igreja e separou uma porção para deixar em casa. Depois que ela retornou, acompanhada da neta e de dois bisnetos, eles foram comer o doce. A menina mais nova, de cinco anos, sentiu um gosto amargo e começou a passar mal.

A avó percebeu que a comida estava envenenada e foi até o hospital com a neta e a bisneta para serem medicadas. Enquanto recebiam atendimento, encontraram Antônio Carlos da Silva, que visitava outra pessoa no mesmo hospital. Ele perguntou o que os familiares estavam fazendo e a mulher disse que todos tinham passado mal. O homem decidiu visitar a esposa no ambulatório e, enquanto estava no local, foi preso em flagrante pela Polícia Militar – que já havia sido acionada pela mulher.

A mulher desconfiou de que ele teria alguma relação com o caso porque ela havia sido ameaçada de morte durante o almoço, conforme informou o delegado. “Há dois meses eles já tinham brigado e ele disse que colocaria veneno na comida dela, segundo a vítima nos contou”, revela o delegado.

Ele foi autuado em flagrante por tripla tentativa de homicídio duplamente qualificado. Em depoimento, ele disse que colocou veneno de rato na comida da família em um momento de fraqueza. Ele e a esposa moravam juntos há cinco anos, mas já vinham brigando há bastante tempo, segundo a polícia.