22°
Máx
14°
Min

Homem morre em Ponta Grossa com suspeita de H1N1

(Foto: Divulgação) - Homem morre em Ponta Grossa com suspeita de H1N1
(Foto: Divulgação)

Julio Reinaldo de Paula, ex-cunhado do ator Sandro Pedroso, morreu na madrugada deste sábado (7) em Ponta Grossa, três dias depois de ser informado sobre a suspeita de ter contraído a gripe H1N1. Quem passou a informação foi o ator, por meio das redes sociais e em entrevista ao portal EGO.

“Ele sentiu uma dor muito grande no pulmão e procurou um posto médico em Ponta Grossa, no Paraná, onde mora. Como não encontrou vaga no Sistema Único de Saúde (SUS), voltou para casa. Na verdade, ele estava com a gripe H1N1. Meu irmão não tinha plano de saúde e os hospitais públicos nesse país são uma vergonha”, protestou o ator.

De acordo com a secretaria municipal de Saúde, Ângela Pompeu, Julio procurou atendimento na rede particular na quinta-feira (5) e garante que a informação de que não havia vaga no SUS não seria verdadeira. Ainda segundo a chefe da pasta, como ele apresentava sintomas parecidos com o da H1N1, foi recolhido material e encaminhado ao Laboratório Central do Estado do Paraná (Lacen).

Confira a íntegra da nota da Secretaria de Saúde:

O paciente de sexo masculino, 38 anos, internou em Unidade de Terapia Intensiva não vinculada ao Sistema Único de Saúde (SUS) no dia 02/05. Foi notificado como suspeita de Influenza em 03/05. O material coletado foi para o Laboratório Central (LACEN) na quinta-feira (5), e aguarda resultado. Sendo assim, não se pode afirmar a causa da morte. A secretaria esta trabalhando na investigação do caso.

A SMS esclarece ainda que irá investigar as informações sobre a falta do atendimento, pois não confere com a realidade. Um paciente em estado grave é encaminhado para unidade de Urgência e Emergência e o SUS não nega internamento para os cidadãos. Mesmo em situação de falta de vaga o internamento é feito e a Central de Leitos do Estado é notificada para localizar leito de UTI disponível.