22°
Máx
17°
Min

HUOP busca credenciamento federal para fazer cirurgia bariátrica

Foto: Laís Laíny - HUOP busca credenciamento federal para fazer cirurgia bariátrica
Foto: Laís Laíny

O Serviço de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, que funciona há três anos no HUOP (Hospital Universitário do Oeste do Paraná) avança para a conquista de um importante passo: o credenciamento no Ministério da Saúde.

O serviço é coordenado pelo médico e professor doutor, Allan Cezar Faria Araujo, que promove um acompanhamento multidisciplinar de aproximadamente 100 pacientes com obesidade.

Todas as etapas do processo de credenciamento já foram cumpridas, exceto a aprovação do Ministério da Saúde, aguardada desde outubro do ano passado.

A expectativa é de que uma reunião marcada para abril entre o reitor da Unioeste, Paulo Sérgio Wolff, e representantes do Ministério faça o credenciamento avançar.

“O credenciamento viabilizará mais recursos para o hospital e permitirá a realização das Cirurgias Bariátricas ou Cirurgias da Obesidade”, explica o professor Allan.

O serviço oferece, por exemplo, atendimento multidisciplinar com assistência do médico, psicológico, farmacêutico, nutricional, enfermeiro, assistente social, fisioterapeuta, menos o da cirurgia bariátrica. E é nesse sentido que o doutor Allan destaca a importância de obter o credenciamento federal.

“Atualmente, o HUOP não faz cirurgias bariátricas mas temos todos os materiais, equipamentos e equipe médica preparada. O volume de pacientes com indicação para cirurgia é cada vez maior, porém, menos de 2% consegue fazer o procedimento”.

Esse credenciamento vem contemplar esses “casos” destaca o professor. Pelo Serviço de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, 150 pacientes já foram atendidos e há outros 100 ativos.

“Esse é um serviço que funciona muito bem no HUOP. Todos os pacientes assumem compromisso de vir regularmente. São três metas: estar em todos os encontros, chegar no horário e emagrecer. Não negocio de forma alguma ausência nas reuniões. Uma vez por mês eles recebem atenção da equipe, eles fazem exames, são acompanhados e orientados”.

Somente neste semestre serão cinco encontros com cada um dos três grupos acompanhados pelo Serviço.

A equipe multidisciplinar que acompanha os pacientes é formada por médicos, psicólogos, nutricionistas, fisioterapia, enfermeiro, farmacêutico e assistente social que dá o suporte para auxiliar os pacientes na busca por uma vida mais saudável.

Colaboração: Assessoria de imprensa