24°
Máx
17°
Min

IAP oficializa licenciamento ambiental em Ponta Grossa

Ponta Grossa é a quarta cidade do Paraná a receber autorização para emitir licenciamento (Foto: Divulgação) - IAP oficializa licenciamento ambiental em Ponta Grossa
Ponta Grossa é a quarta cidade do Paraná a receber autorização para emitir licenciamento (Foto: Divulgação)

O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) oficializou a descentralização da concessão do licenciamento ambiental para Ponta Grossa. O prefeito Marcelo Rangel recebeu o presidente do IAP, Luiz Tarcisio Mossato Pinto, a Secretária de Meio Ambiente, Patrícia Tuma Hilgemberg, e o vereador Valdenor Paulo do Nasciimento (Cenoura), representando o Poder Legislativo.

Rangel comemorou a conquista, e destaca que, dessa maneira, o município está mais disposto a receber novos investidores. “Representa um progresso sem medida para a nossa cidade. Vai promover a agilidade nos trâmites burocráticos para a vinda de novas empresas”, reforça Rangel.

A cidade de Ponta Grossa é a quarta do estado do Paraná a receber a autorização para emitir os licenciamentos ambientais. Apenas Guarapuava, Foz do Iguaçu e Cascavel já foram autorizadas. Quando o licenciamento era centralizado no IAP, 8 mil licenças eram entregues ao ano. Com a descentralização, esse número já aumentou para 40 mil licenciamentos.

A Secretária de Meio Ambiente, Patrícia Tuma Hilgemberg, ressalta que as licenças ambientais trouxeram independência para a secretaria e permitiram agilizar a vinda de indústrias. “Hoje as indústrias nos procuram pela celeridade, já que em curto prazo são liberados os licenciamentos. O que antes era um desafio, hoje é a realização de um sonho”, conta a Secretária.

A fiscalização municipalizada possibilita inovações tecnológicas para o acompanhamento do gerenciamento dos resíduos das empresas, o que vai fazer a integração entre as empresas e o município. Logo toda a cadeia de gerenciamento de resíduos será informatizada, algo que vai facilitar a fiscalização.

O presidente do IAP ressalta que é um ótimo momento para conceder a regularização a Ponta Grossa, já que várias empresas de diferentes setores produtivos estão se instalando na cidade. “Quando o município assume as responsabilidades de fiscalização ambiental os resultados são vistos em pouco tempo”, revela.

Colaboração Assessoria de Imprensa.