21°
Máx
17°
Min

Ibiporã quer vacinar mais de 10 mil contra Influenza

(foto: Divulgação) - Ibiporã quer vacinar mais de 10 mil contra Influenza
(foto: Divulgação)

Começa na próxima segunda-feira (25) e segue até 20 de maio em Ibiporã a 18ª campanha de vacinação contra a Influenza (Gripe). O lançamento oficial ocorrerá na terça-feira (26), às 14 horas, no Centro de Convivência do Idoso (CCI), com a vacinação de um grupo de frequentadores do espaço.

A vacina estará disponível gratuitamente em todas as Unidades Básicas de Saúde para os grupos considerados de risco para o Ministério da Saúde (pessoas com mais de 60 anos, crianças de seis meses até 4 anos 11 meses e 29 dias, gestantes, puérperas - mulheres no período até 45 dias após o parto-, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, indígenas, trabalhadores da saúde, portadores de doenças crônicas e trabalhadores e detentos do sistema prisional.

No dia 30 (sábado), Dia de Mobilização Nacional, a Secretaria Municipal de Saúde oferecerá a vacina contra a gripe, das 8 às 17 horas, nas Unidades de Saúde do Bom Pastor, Vila Esperança, San Rafael, Conjunto Henrique Alves Pereira (Serraia) e Centro de Saúde Dr. Eugênio Dal Molin (Posto Central). Para se imunizar é necessário levar o cartão de vacinação, Cartão SUS e documento de identificação. Os trabalhadores de saúde precisam portar documento que comprove o local de trabalho. Já os doentes crônicos necessitam apresentar prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina.

Segundo a coordenadora da Vigilância Epidemiológica e do Programa de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde, Sebastiana Caetano, 13.103 pessoas pertencem aos grupos prioritários no município. A meta é imunizar 80% desta população até o final da campanha. “É importante se imunizar o quanto antes, pois a vacina demora pelo menos duas semanas para fazer efeito. Ela é eficaz contra os três tipos do vírus da gripe mais circulantes no País – Influenza A (H1N1), Influenza A (H3N2) e Influenza B. Em adultos, a dose é única. Já para crianças, é preciso completar o esquema vacinal de duas doses para que o imunobiológico conceda a proteção desejada”, explica Sebastiana.

De acordo com a coordenadora de Imunização, a vacina somente é contraindicada em caso de histórico de reação anafilática em doses anteriores e alergia grave relacionada ao ovo de galinha e seus derivados. Em doenças agudas febris moderadas ou graves recomenda-se adiar a vacinação até a resolução do quadro com o intuito de não se atribuir à vacina as manifestações da doença.

Em Ibiporã nenhum caso de Influenza foi confirmado este ano.

(com informações da prefeitura de Ibiporã)