22°
Máx
17°
Min

Imagens mostram briga entre segurança de 85 anos e ladrão; os dois morreram

As imagens do circuito de monitoramento de uma panificadora na área central de Telêmaco Borba (135 quilômetros de Ponta Grossa) mostram o final da briga que resultou na morte de um suspeito de assalto, identificado como Daniel Rodrigues dos Santos, de 34 anos, e o segurança do estabelecimento, José Henrique da Silva, de 85 anos. A briga que acabou com as duas mortes aconteceu depois de uma tentativa de assalto.

O vídeo mostra apenas a confusão que aconteceu do lado externo do estabelecimento. De acordo com a Polícia Militar, o bandido entrou na panificadora e anunciou o assalto. Ele pegou dinheiro e tentou fugir, mas foi abordado pelo idoso, que trabalhava de vigilante no local. ‘Seu Zé’, como era conhecido pelos clientes e funcionários, tentou lutar com o bandido, mas foi atingido por três tiros ainda dentro da panificadora – ele foi baleado no rosto, no abdômen e no peito.

Mesmo ferido, ele conseguiu pegar uma faca e atingiu vários golpes no bandido. Com os dois já bastante machucados, eles continuaram brigando dentro da panificadora e saíram pela porta da frente ainda lutando. A partir daí, a cena foi registrada pelo sistema de monitoramento do local.

O vídeo mostra o segurança se arrastando pelo chão agarrado às roupas do criminoso. Enquanto eles rolam no chão trocando golpes, o idoso consegue pegar desferir mais facadas no ladrão e pega o revólver do suspeito, que foi atingido por dois tiros. O segurança ainda sobe nas costas do bandido e fica alguns segundos naquela posição – é possível ver as manchas de sangue na roupa de Seu Zé.

Aos poucos, o idoso começa a sentir os ferimentos, para de brigar e cai no chão. Enquanto ele agoniza, o bandido consegue se levantar com as duas armas nas mãos e sai cambaleando. De acordo com a PM, ele caiu no chão alguns metros depois e morreu ainda no local. O vigilante chegou a receber atendimento médico pelo Corpo de Bombeiros e deu entrada no Hospital Doutor Feitosa, mas morreu logo após dar entrada na casa hospitalar.

No bolso de Daniel, os policiais encontraram cerca de R$ 150 levados da panificadora e ainda encontraram os dois revólveres usados no assalto ao lado do corpo. A faca utilizada pelo segurança para ferir o assaltante também foi apreendida pelos policiais.

Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Ponta Grossa e a 18ª Subdivisão Policial instaurou um inquérito para apurar o caso.