24°
Máx
17°
Min

Índice de infestação do mosquito transmissor da dengue é baixo na zona rural de Apucarana

Agentes visitaram mais de 2,8 mil imóveis (Foto: Prefeitura de Apucarana) - Índice de infestação do mosquito da dengue é baixo na zona rural
Agentes visitaram mais de 2,8 mil imóveis (Foto: Prefeitura de Apucarana)

O Departamento de Endemias da Autarquia Municipal de Saúde de Apucarana concluiu o levantamento sobre o mosquito Aedes aegypti na zona rural do município. Foram visitados os distritos de Pirapó, Caixa São Pedro, Vila Reis e Correia de Freitas, onde o índice de infestação predial é baixo, de 0,11%.

Os agentes de endemias vistoriaram 2.820 imóveis e encontraram apenas larvas do Aedes aegypti, inseto transmissor da dengue, sem presença do Aedes albopictus, responsável pelo zika vírus e febre chikungunya.

O coordenador de Endemias, Nelson Jorge Capelari, credita o baixo índice de infestação à falta de chuvas, que ameniza a acumulação de água parada, assim como à conscientização da comunidade e ao trabalho dos servidores na fiscalização.

“Em 48 dos imóveis visitados e com incidência dos transmissores, os agentes realizaram a aplicação de inseticida, eliminando a possibilidade de desenvolvimento dos mosquitos”, contou.

Conforme o relatório do departamento encaminhado ao Ministério da Saúde, foram observadas infestações nos distritos da Vila Reis – 0,18% - e Pirapó – 0,07%, sem registro em Caixa São Pedro e Correia de Freitas. “Há uma conscientização da população sobre a importância de manter os quintais sempre limpos, impossibilitando, assim, o desenvolvimento dos transmissores. São cinco minutos por semana, tempo suficiente para uma varredura do imóvel”, orientou Capelari.

Colaboração Prefeitura de Apucarana