22°
Máx
16°
Min

Integrantes do MST bloqueiam trecho da PR-473

Foto: PRE - Integrantes do MST bloqueiam trecho da PR-473
Foto: PRE

Integrantes do MST continuam com as manifestações, na região de Queda do Iguaçu. Na manhã desta quarta-feira (9) o km 54 da PR-473 foi bloqueado com árvores, cortadas pelos manifestantes.

Segundo a PRE o trânsito de veículos é liberado a cada meia hora. As equipes acompanham a manifestação para evitar tumultos.

O trecho bloqueado fica entre as cidades de Quedas do Iguaçu e São Jorge D’ Oeste, na região do Projeto 4.

Destruição

Ontem cerca de cinco mil mulheres do movimento MST destruíram mudas de plantas, depois de invadir os viveiros da Araupel. A empresa divulgou uma nota, no fim da tarde, repudiando a ação dos manifestantes.

Confira na íntegra:

A Araupel, agora alvo de uma ação organizada de abrangência nacional, foi mais uma vez vítima de atos de vandalismo contra o agronegócio por parte de um grupo de criminosos que se intitula como MST.

Embora todos os setores da segurança pública tenham sido avisados previamente pela empresa, que forneceu dia e local da invasão programada, nenhuma ação preventiva foi tomada em favor da Araupel que já amarga 35 milhões de reais em prejuízos desde a nova onda de invasões que começou em maio de 2014. 

Na destruição de um milhão e quatrocentas mil mudas, haviam, além de pinus, exemplares de ipê roxo, ipê amarelo, ipê branco, pitangueira e cedro, árvores nativas que anualmente são distribuídas gratuitamente à população. 

A empresa lamenta profundamente a inércia do Poder Público Federal e Estadual em que se refere ao cumprimento de ordem judicial, ao direito à propriedade e à manutenção da ordem de um Estado que outrora atraía investimentos, mas que agora mostra-se palco aberto para o desenvolvimento de conflitos e desordens que ameaçam toda a cadeia produtiva paranaense.