21°
Máx
17°
Min

Investigados da Operação Pecúlio têm bens bloqueados

Foto: Rede Massa - Investigados da Operação Pecúlio têm bens bloqueados
Foto: Rede Massa

A Polícia Federal de Foz do Iguaçu divulgou uma nota com a atualização dos trabalhos da Operação Pecúlio. Conforme as novas informações, alguns dos investigados tiveram os bens bloqueados pela justiça, em totalidade ou parte deles, segundo a PF.

A determinação foi ordem da justiça, por conta dos desvios encontrados de verbas públicas em contratos fraudados e que são alvo de investigação, no entanto a PF não divulgou quem são os investigados atingidos pela determinação judicial.

Conforme a polícia, mais de 4 milhões foram desviados dos cofres públicos por uma organização criminosa formada por agentes púbicos, políticos e empresários.

Confira a nota divulgada pela PF:

“Operação Pecúlio”

  • As oitivas seguem conforme investigações;
  • Cinco dos acusados na Operação continuam na custódia da Polícia Federal com prisão preventiva;
  • Um dos presos foi transferido a penitenciária estadual (PEF I) nesta semana, podendo vir a ser conduzido para depoimento perante autoridade policial em qualquer tempo;
  • As transferências ocorrem de forma a controlar a capacidade adequada do setor de custódia provisória da DPF/FIG;
  • Alguns dos investigados tiveram os bens bloqueados, em parte ou na totalidade, por determinação da justiça.

Colaboração: Assessoria de imprensa