22°
Máx
17°
Min

Itens de Páscoa tem variação de até 50% em Ponta Grossa

(Foto: Divulgação) - Itens de Páscoa tem variação de até 50% em Ponta Grossa
(Foto: Divulgação)

O Procon de Ponta Grossa desenvolveu uma pesquisa em cinco estabelecimentos comerciais da cidade, tradicionais na venda de produtos de páscoa. A finalidade dessa pesquisa, realizada entre os dias 3 e 11 de março, é auxiliar o consumidor oferecendo uma referência para as compras, com os preços relativos a cada produto e especialidade, e seus respectivos revendedores. O coordenador do Procon, Edgar Hampf, salienta que a pesquisa reflete os preços praticados nos dias da coleta de dados. O Procon também divulgou a lista completa com todos os preços dos ovos de Páscoa pesquisados na cidade.

A pesquisa foi desenvolvida pela chefe de Controle Processual, Franciele Nascimento. O Procon, que integra a estrutura da Secretaria Municipal de Cidadania e Segurança Pública, apurou que quase a totalidade dos 88 itens pesquisados tem diferença de até 50% (75 itens). Apenas sete itens (representando 8% do total) não tiveram variação nas lojas pesquisadas, e quatro itens apresentaram diferenças maiores: entre 51 e 100%. Apenas dois, entre todos os 88 itens, apresentaram variação superior a 100%.

A diferença mais expressiva foi verificada no produto chocolate Milka ao leite (100g), produzido pela Lacta, que é vendido a R$ 7,76 no supermercado Muffato e, nas Lojas Americanas, a um preço 261% maior: R$ 27,99

Foram apurados os preços dos itens constantes na pesquisa do Procon nos supermercados Condor, Muffato, Tozetto e Vitor, e também nas Lojas Americanas. Por incidência, explica a chefe de Controle Processual do Procon, Franciele Nascimento, os supermercados Condor dispõe de 99% dos produtos pesquisados, a rede Tozetto tem 82%, e as lojas do Muffato, 73%. Nas Lojas Americanas estão 69% do total de itens, e no supermercado Vitor, 44%.

Outra diferença bastante significativa está no preço do produto Kinder Mini Eggs 85g (cacau), produzido pela Ferrero Rocher: o mesmo produto custa R$ 11,40 no Condor e, nas Lojas Americanas, R$ 24,99

“A informação é a melhor ferramenta do consumidor. Buscar sempre o melhor preço é um direito de cada cidadão”, lembra o coordenador do Procon/PG, Edgar Hampf. Ele ressalta que o consumo consciente é importante não só para o consumidor, mas também para o mercado, funcionando como instrumento de regulação. “Fica evidente que a comparação dos preços antes das compras é uma vantagem enorme para o consumidor. E é isso que estamos estimulando com a pesquisa”.

Colaboração Assessoria de Imprensa.