22°
Máx
16°
Min

João-de-barro tranca companheira para morrer no ninho em Maringá

Famoso pela habilidade como ‘arquiteto’, o joão-de-barro constrói seu ninho com a ajuda da companheira com o barro que recolhe no ambiente. Há uma história que as pessoas mais velhas contam, especialmente no campo, de que o pássaro tranca a ‘esposa’ na casinha se ele descobre ter sido traído.

A história passa de geração em geração, mas não há comprovação científica. Porém, em Maringá, um gerente de produção acompanhou a trajetória de um casal de aves da espécie e garante que a história é verídica.

Gerente de produção de uma marmoraria no Parque Itaipu, Ederson Santos contou que há dois meses, o macho e a fêmea iniciaram a construção da casa de barro. Passado algum tempo, apenas o primeiro era visto e a abertura estava fechada.

Duas semanas atrás, ele e os amigos notaram a cabeça da fêmea por um buraco, já morta no local. Para ele, a história contada pelos pais e avós se confirmou: a fêmea traiu o macho e foi presa para morrer.

Diariamente, o joão-de-barro volta ao local, canta sozinho e depois vai embora.

Colaboração Índio Maringá e Manoel Vilela da Rede Massa