21°
Máx
17°
Min

João Pedro sofria da Síndrome de Berdon e aguardava por transplante multivisceral

(Foto: Divulgação/Ajude o João Pedro a Viver) - Família comunica a morte do pequeno João Pedro
(Foto: Divulgação/Ajude o João Pedro a Viver)

“Bom dia a todos do grupo com muito pesar venho dizer que nosso guerreiro foi pra junto de Deus agora pela manhã.  Agradeço imensamente o apoio que vocês sempre deram a nossa família e peço que continue pois, mais do que nunca iremos precisar das orações de vocês”.

Foi com esta declaração que a mãe do pequeno João Pedro Silva, de 3 anos, comunicou nesta manhã (13), por uma rede social, a morte do menino. A criança sofria da Síndrome de Berdon, que é uma doença rara e que provoca problemas no intestino, no estômago e na bexiga. Por conta disso, estava internado desde fevereiro no Hospital Infantil Waldemar Monastier, em Campo Largo.

João Pedro precisava de um transplante multivisceral, que de acordo com os médicos, é o transplante de vários órgãos ao mesmo tempo. A operação deveria ser feita nos Estados Unidos, mais especificamente em Miami, ao custo de US$ 2,5 milhões. A família recorreu ao governo Federal e o Ministério da Saúde vinha avaliando a situação do paciente. O caso foi parar na Justiça, já que o governo Federal alegava que a cirurgia poderia ser feita no Brasil. A Justiça determinou, no entanto, que independentemente do local, o custo do procedimento deveria ser bancado pelo governo Federal.

Colaboração Ajude o João Pedro a Viver