22°
Máx
17°
Min

Jovem desempregado vende bombons para pagar faculdade

William Batista, da Rede Massa

Cleverson José da Silva, de 24 anos, está desempregado há seis meses. Ele mora em Castro, nos Campos Gerais, e trabalhava como repositor de mercadorias em um supermercado da cidade. O rapaz é estudante de jornalismo em uma faculdade particular de Ponta Grossa, mas está enfrentando dificuldades financeiras para manter o curso e as contas da casa, onde ele mora com a mãe e uma irmã de 14 anos.

Todos os dias, Cleverson distribui currículos em empresas e lojas de Castro, na tentativa de arrumar um emprego. Até conseguir uma renda fixa, o rapaz decidiu fazer bombons caseiros para conseguir pagar a faculdade, o transporte diário e ajudar em casa. Por dia, são feitos em média 30 bombons, que são vendidos para colegas e professores da instituição de ensino. Com isso, ele fatura cerca de R$ 200 por mês, mas os gastos só com os estudos chegam a quase R$ 600.

A mãe de Cleverson trabalha como gari e não tem condições de ajudar o filho. As parcelas da faculdade e do transporte diário para o curso já estão atrasadas há alguns meses e o medo do rapaz é que ele não consiga o dinheiro para quitar as dívidas e tenha que parar de estudar. O sonho dele é um dia trabalhar na área de comunicação social profissionalmente e ser a primeira pessoa da família a ter um curso superior.