22°
Máx
16°
Min

Jovem forjou sequestro para extorquir ex-namorada no norte do Paraná

(Foto: WhatsApp/Reprodução) - Jovem forjou sequestro para extorquir  ex-namorada no norte do Paraná
(Foto: WhatsApp/Reprodução)

A Polícia Civil solucionou o caso do sequestro de uma jovem de 21 anos e do filho dela, de um ano e nove meses, que estavam desaparecidos desde o último dia 17 em Lobato, região de Maringá, norte do Paraná.

O crime, na verdade, foi forjado pela vítima, que tinha a intenção de extorquir uma ex-namorada que havia acabado de receber uma herança familiar.

O suposto sequestro ganhou ares de dramaticidade depois que um vídeo foi divulgado nas redes sociais com a mulher e a criança em meio a um matagal gritando e chorando muito. O ‘sequestrador’ pedia R$ 50 mil para liberar a ‘vítima’, ameaçando matar os dois casos a polícia entrasse no caso.

Apesar da jovem ter desaparecido em uma quarta-feira, o boletim de ocorrência só foi registrado no domingo.

A farsa começou a ser descoberta depois que Aline foi vista em uma lotérica no centro de Maringá. “Conferimos as imagens do local e identificamos ela. Foi o primeiro indício de que era forjado. Quem está em cativeiro não vai a uma lotérica. Ontem à noite, ela ligou para um familiar busca-la e também avisou a polícia. Quando chegamos na delegacia, ela confessou todo o plano”, conta o delegado de Santa Fé, Luiz Henrique Vicentini, que coordenou as investigações desde o comunicado do sequestro. 

No depoimento, Aline disse que arquitetou todo o plano, e contou com ajuda de outros quatro amigos na execução. Dois deles foram presos em uma casa no centro de Lobato. O revólver calibre 38 usado no vídeo também foi apreendido.

O filho de um ano e nove meses foi entregue para a mãe de Aline, que deve obter a guarda da criança.