20°
Máx
14°
Min

Jovem que matou irmãs degoladas era conhecido das vítimas

(foto: Índio Maringá/Rede Massa) - Jovem  que matou irmãs degoladas era conhecido das vítimas
(foto: Índio Maringá/Rede Massa)

A Polícia Civil apresentou, na manhã desta segunda-feira (4), o jovem de 20 anos apontado como autor do assassinato das irmãs Conceição e Lourdes Tondato, de 62 e 67 anos. Os corpos foram encontrados na manhã de sábado (2) no distrito de Granada, zona rural de Astorga, mas as mortes ocorreram na quinta-feira (31).

Renan Julio de Aguiar foi preso ainda no sábado junto com seu pai. Ele confessou ao delegado-chefe da 9ª Subdivisão Policial Osmir Neves Junior que matou as irmãs com requintes de crueldade, degolando as mulheres.

Ao delegado, ele contou que pretendia vender o gado roubado da propriedade rural das vítimas para pagar dívidas e ajudar o pai. Já à reportagem da Rede Massa, disse que cometeu o crime porque elas teriam prometido e não dado um dinheiro a ele.

Renan era conhecido das vítimas e, segundo o delegado, tinha até ganhado chocolates delas durante o feriado de páscoa. Durante todo o depoimento, ele não demonstrou nenhum tipo de arrependimento.

Depois de cometer o crime, o rapaz chamou o pai trabalhador de um sítio vizinho, para ajudar a dividir o gado roubado para vender. Como foi colaborar com o filho, acabou preso, mas deve ser solto ainda nesta segunda-feira (4).

Renan Julio de Aguiar será indiciado por duplo latrocínio e deve ser encaminhado à Casa de Custódia de Maringá.

(colaboração Índio Maringá/Rede Massa)