22°
Máx
16°
Min

Juiz proíbe policiais militares de entrarem armados no Fórum de Londrina

O juiz diretor-geral do Fórum Central da comarca da Região Metropolitana de Londrina, Alberto Junior Veloso, notificou o 2º Comando Regional da Polícia Militar sobre uma proibição aos oficiais de entrarem armados nas instalações do Fórum.

"Quando os policiais militares vierem ao Fórum para tratar de assuntos particulares ou participar em audiências, seja como partes ou testemunhas, não poderão entrar no prédio do Fórum Civel desta comarca portando armas", diz um trecho do comunicado datado de 10 de agosto, mas recebido na quarta-feira (17).

"Se houver necessidade absoluta, os policiais militares deverão comparecer à Corregedoria da Polícia Militar, no andar térreo do prédio, para ali deixar a arma em custódia", complementa o diretor do Fórum.

Para o major da reserva Sérgio Dalben, o ato desestimula o policial no exercício de sua função. "É uma discriminação de classe. O trabalho do policial está mais exposto do que os outras pelo tipo de atividade que exerce. Seu instrumento de trabalho, quer aceite ou não, é a arma. Infelizmente naõ foi criada outra forma do policial agir na sua atividade com outro tipo de material", analisa.

"Eles são chamados em audiência porque atuaram em uma situação em que foram solicitados pela população. O crime obriga que ele tome essa providência. Como vamos ter uma pessoa trabalhando para defender a vida da sociedade se a vida dele não tem valor? Embora pareça uma ação de disciplina, isso gera um descontentamento geral, já que de qualquer forma é possível identificar e punir o mau policial. Essa medida desestimula os bons", finaliza Dalben.