21°
Máx
17°
Min

Júri recorde termina com os 14 réus absolvidos de homicídio

(Foto: Marrara Laurindo / Rede Massa) - Júri recorde termina com os 14 réus absolvidos de homicídio
(Foto: Marrara Laurindo / Rede Massa)

Terminou com os 14 réus absolvidos o júri com o maior número de presos da história recente de Ponta Grossa. A expectativa era de que o julgamento invadisse a madrugada, mas os debates aconteceram mais cedo do que o esperado e a decisão dos jurados foi pela absolvição dos réus.

Todos eles eram acusados de homicídio triplamente qualificado ocorrido dentro da Cadeia Pública Hildebrando de Souza em 2006. No dia do crime, Jorge Luiz Alves, de 39 anos, foi espancado até a morte porque outros presos descobriram que ele estava preso suspeito de estupro.

De acordo com o advogado de um dos acusados, Renato Tauille, a única testemunha de acusação mudou a versão. Antes, ela dizia ter visto e até citou os nomes de quem teria cometido o crime. Hoje, a testemunha disse que não viu nada. Com isso, os réus permaneceram em silêncio.

Com a decisão do júri popular, foram absolvidos Alexsandro Pientek Pinheiro, Carlos Alberto Francisco de Menezes, Denis Mateus Honorio, Eliton Rodrigo da Silva, Everson Luis de Lima, Fabio Pires Barbosa, Fernando Silva dos Santos, Jair Figueiroa Filho, Jeferson Edenir Martins, Jeferson Huller, Jefferson Willi Konig, Luiz Carlos dos Santos, Paulo Sergio Camargo e Thiago Bruno Gonçalves.