22°
Máx
14°
Min

Justiça encerra primeira semana de depoimentos da Operação Pecúlio em Foz do Iguaçu

Operação investiga esquema de desvio de dinheiro público na prefeitura de Foz do Iguaçu (Foto: Google Street View) - Justiça encerra primeira semana de depoimentos da Operação Pecúlio
Operação investiga esquema de desvio de dinheiro público na prefeitura de Foz do Iguaçu (Foto: Google Street View)

A Justiça Federal concluiu a primeira semana de depoimentos de acusação da Operação Pecúlio, que investiga um esquema de desvio de dinheiro público na Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu. Foram ouvidas seis das 12 testemunhas de acusação indicadas pelo Ministério Público Federal. 

Nos depoimentos, as testemunhas denunciaram irregularidades na administração, como o desaparecimento de documentos investigados na Operação Pecúlio. Outro ponto levantado foi a assinatura de uma parceria público-privada que nem chegou a passar pela análise da Procuradoria Jurídica.

São 85 réus na ação, entre eles o prefeito afastado Reni Pereira. Duas testemunhas de acusação foram dispensadas e outras quatro devem ser ouvidas no início da próxima semana.

O juiz federal Pedro Carvalho Aguirre Filho agendou para o dia 5 de setembro o início das oitivas das testemunhas de defesa, que são 272. Os réus da Operação Pecúlio são acusados de corrupção ativa e passiva, peculato e fraude em licitação.

Colaboração Vinicius Machado da Rede Massa