21°
Máx
17°
Min

Justiça expede mandado de prisão contra PM acusado de executar adolescente em Sarandi

Jadson foi morto com tiros na cabeça (Foto: Divulgação) - Justiça expede mandado de prisão contra PM acusado de executar Jadson
Jadson foi morto com tiros na cabeça (Foto: Divulgação)

A Justiça de Sarandi emitiu um mandado de prisão contra o policial militar Marco Aurélio Onishi, 37 anos, acusado de executar o adolescente Jadson José de Oliveira, 17 anos. O soldado já está detido no 4º Batalhão desde a última sexta-feira (26).

Por ser policial militar, não será levado para a delegacia e permanecerá no batalhão. O delegado Reginaldo Caetano da Silva informou que deve finalizar o inquérito sobre a morte do adolescente até o dia 17 de setembro. 

“A investigação está bastante avançada e já encontramos indícios que correspondem à versão apresentada”, contou. A versão é a repassada pelo companheiro de farda de Onishi, que também participou da abordagem.

O soldado acusou Marco Aurélio Onishi de levar Jadson José de Oliveira até uma estrada rural e executá-lo com tiros na cabeça. O policial só fez a denúncia dias após o achado do corpo e alegou que estava com medo, pois vinha sendo ameaçado.

A Polícia Civil aguarda o laudo balístico das armas apreendidas que pertenciam ao acusado, uma de trabalho e outra pessoal. 

O caso

No dia 10 de agosto, a família de Jadson José de Oliveira comunicou o desaparecimento do adolescente e informou que ele havia sido visto pela última vez em uma abordagem policial, na Rua Machado de Assis, em Sarandi. 

Uma semana depois, o corpo do garoto foi encontrado, já em avançado estágio de decomposição, com marcas de tiro na nuca.