22°
Máx
17°
Min

Justiça mantém prisão de mãe acusada de matar filho a facadas

(Foto: Márcio Pellegrini/Rede Massa) - Justiça mantém prisão de mãe acusada de matar filho a facadas
(Foto: Márcio Pellegrini/Rede Massa)

A Justiça não aceitou a tese de legítima defesa de Ana Lúcia Forte, 54 anos, acusada de matar o filho a facadas, e determinou a continuidade da prisão, em audiência de custódia realizada na tarde desta segunda-feira (25).

Durante uma briga registrada na madrugada do último sábado (23), Ana Lúcia deu facadas no filho Wellington Forte Ferreira da Silva, 21 anos. Ele chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas morreu no local, no Jardim Alvorada, em Maringá.

Na discussão, Ana Lúcia chegou a ferir o outro filho, Gabriel Forte, 18 anos, mas alegou que deu a facada nesse caso sem intenção, quando tentava atingir Wellington.

Na audiência de custódia, a mulher defendeu que agiu em legítima defesa, pois era atacada pelo filho, mas o juiz manteve a prisão preventiva e ela voltou para a cadeia.

Colaboração Índio Maringá da Rede Massa