20°
Máx
14°
Min

Kireeff cobra TAM sobre cancelamento de voos em Londrina

(foto: Divulgação) - Kireeff cobra TAM sobre cancelamento de voos
(foto: Divulgação)

O prefeito Alexandre Kireeff fez contato com a gerente de relações institucionais da Latam (antiga TAM) para repercutir a notícia divulgada pelo Massa News de que a companhia vai deixar de operar voos diretos entre o aeroporto Governador José Richa, em Londrina, e o aeroporto internacional de Guarulhos, em São Paulo, a partir de 30 de outubro.

“Manifestei o desconforto que poderia causar a tantos passageiros de Londrina e região, incluindo sul do estado de São Paulo, que utilizam-se de nosso aeroporto para iniciar suas viagens internacionais. Também informei-lhes a respeito dos esforços que estamos promovendo no sentido de ampliar nosso aeroporto, as desapropriações do entorno que caminham para sua finalização, nosso convênio com a Infraero e, claro, nossa disposição em colaborar, na medida de nossas possibilidades”, escreveu o prefeito em seu perfil no Facebook.

Segundo a Latam, o encerramento dos voos faz parte de um ajuste na malha aérea para enfrentar a crise econômica. Para este ano, a companhia aérea prevê uma redução de 10% a 12% na oferta de voos em todo o Brasil.

De acordo com o cronograma apresentado pela empresa, de 1º de setembro a 29 de outubro, a frequência de dois voos diários será reduzida para apenas um voo em novo horário. Já a partir de 30 de outubro, a rota será definitivamente extinta.

Quem quiser sair de Londrina para um voo internacional pela LATAM, precisará ir para Congonhas ou Campinas e pegar um ônibus até Guarulhos.

A partir de 1º de julho, os passageiros começarão a ter suas reservas alteradas. Clientes com voos agendados após 30 de outubro podem solicitar remarcação ou reembolso sem custo.