27°
Máx
13°
Min

Kireeff fala em “conversa de altíssimo nível” com Uber e taxistas

(foto: Marco Feltrin) - Kireeff fala em “conversa de altíssimo nível” com Uber e taxistas
(foto: Marco Feltrin)

O prefeito de Londrina, Alexandre Kireeff (PSD), voltou a comentar sobre a possível entrada do aplicativo de transporte particular de passageiros Uber na cidade. O nome da cidade consta na lista de municípios atendidos pela empresa, que inclusive já cadastra motoristas interessados.

 A notícia da vinda da Uber para Londrina gerou reação imediata dos taxistas da cidade, que alegam concorrência desleal e exigem que os motoristas tenham as mesmas obrigações e encargos aos quais são submetidos.

Kireeff, no entanto, destacou a evolução na conversa envolvendo as duas partes. “Por incrível que pareça, estamos tendo uma conversa em altíssimo nível junto com sindicato dos taxistas e o pessoal do Uber para construir em Londrina um caminho revolucionário, modificador e harmonioso, conciliando o interesse dos taxistas, usuários e as possiblidades empresariais”, informou o prefeito, reforçando que ainda é necessário regularizar o serviço. “Considerando que não se trata de um serviço regular, nós fiscalizaríamos qualquer iniciativa irregular. Existe um acordo de cavalheiros para não haver nenhum tipo de serviço sem autorização”, adiantou.

A discussão sobre a entrada do Uber em Londrina começou há duas semanas, depois que um vereador protocolou projeto de lei na Câmara para regulamentar o uso de aplicativos de transporte na cidade.

Como funciona?

O Uber é um aplicativo para smartphones que conecta de um lado pessoas que precisam se locomover e, de outro, motoristas que oferecem o transporte.

O usuário envia uma solicitação de transporte para o aplicativo, que identifica o motorista mais próximo. Assim que o motorista aceita, o usuário já recebe a informação com o tempo estimado de chegada até o ponto de embarque, do nome do motorista, o tipo de veículo e a placa do automóvel.

Quando a corrida chega ao destino, a tarifa é calculada automaticamente e cobrada diretamente no cartão de crédito. Créditos e descontos disponíveis podem ser automaticamente aplicados em sua próxima viagem.

O usuário tem a opção de avaliar o motorista inclusive de forma anônima. O feedback serve para referendar o bom serviço prestado e até para desativar contas de motoristas em casos de incidentes ou comentários negativos em excesso, o que, segundo o Uber, garante a qualidade do serviço.

Pesquisa feita em junho deste ano pelo ConectaAí mostrou que 80% dos entrevistados são a favor do Uber, enquanto apenas 10% se manifestaram de forma contrária. Os outros 10% disseram não conhecer o serviço.

Entre os contrários, 33% argumentam que o aplicativo tira o trabalho dos taxistas, 27% consideram inseguro, 15% estão acostumados com táxi e 9% não gostam de ter que pedir pelo aplicativo.