23°
Máx
12°
Min

Kireeff sanciona lei reduzindo taxa de administração da Caapsml

(foto: Google Maps/Reprodução) - Kireeff sanciona lei reduzindo taxa de administração da Caapsml
(foto: Google Maps/Reprodução)

O prefeito Alexandre Kireeff sancionou a Lei nº 12.452, introduzindo alterações na Lei nº 11.348/2011, que regulamenta o Plano de Seguridade Social do Servidor Público de Londrina. Com isso, fica reduzida de 7,14% para 2,5% a taxa de administração do Fundo Previdenciário, cobrada pela Caixa de Assistência, Aposentadoria e Pensões dos Servidores Municipais de Londrina (Caapsml), órgão gerenciador do fundo.

Segundo o superintendente da Caapsml, Denilson Novaes, o Município estima economizar, do Fundo Previdenciário, cerca de R$ 3 milhões por ano. A lei será publicada no Jornal Oficial nº 3090, desta segunda-feira (26).

O Plano de Previdência da Caapsml atende cerca de 10 mil servidores ativos, aproximadamente 2.700 aposentados e cerca de 600 pensionistas, totalizando um universo de aproximadamente treze mil segurados.

"Esta é mais uma ação que realizamos. Se não tivéssemos tomado outras medidas, hoje o déficit seria maior, em torno de R$ 6 a R$ 7 milhões por mês. Nós já conseguimos diminuir este valor e estamos trabalhando para reduzir ainda mais", destacou.

Ele explicou que a taxa de administração cobrada pela Caapsml, aos fundos de previdência municipal, tem o objetivo de suprir os custos do órgão. "A proposta desta lei foi a de reduzir a taxa de administração, pois é mais uma maneira de economizar recursos para a previdência dos servidores", destacou.

(com informações do Núcleo de Comunicação da Prefeitura de Londrina)