22°
Máx
14°
Min

Laudo oficial descarta erro em projeto ou execução em ponte destruída pela chuva

(foto: Rede Massa/arquivo) - Laudo oficial descarta erro em projeto ou execução em ponte destruída pela chuva
(foto: Rede Massa/arquivo)

O secretário municipal de Obras e Pavimentação, Walmir Matos, recebeu a conclusão do laudo oficial sobre a perícia realizada na ponte localizada na Rodovia Mábio Gonçalves Palhano, entre o shopping Catuaí e o Centro de Eventos, destruída pela chuva de 11 de janeiro deste ano.

De acordo com o documento, a queda da ponte não foi decorrente de erro causado em alguma etapa do projeto ou da execução da obra, ou seja, não foi culpa da construtora e nem do projetista. Segundo o laudo, a estrutura projetada era segura em condições normais de drenagem do Ribeirão Cafezal.

Acredita-se que a velocidade e o nível da água das fortes chuvas  geraram esforços nos pilares e fundações, que não estavam projetados. Por isso, a conclusão a que se chegou foi de que as causas do colapso devem ter sido a velocidade da água e o fato dela ter encoberto a ponte, e que pode ter sido ocasionado por erosão da base das sapatas.

“A conclusão do laudo nos deixa aliviados, pois temos agora uma resposta concreta daquilo que efetivamente causou a queda da ponte. De certa forma, antes do laudo, estávamos presos com a dúvida sobre alguns fatores, que agora ficaram esclarecidos”, explicou Matos.

A partir de agora, os técnicos da Secretaria de Obras e Pavimentação vão estudar qual é a forma legal que o município deve proceder para fazer a recuperação da ponte, se será através de aditivos de contrato efetuados com a própria executora (que ainda está em aberto) ou se será através de um novo processo licitatório. O novo projeto levará em consideração as recomendações anexadas pelo perito.

A Secretaria de Obras e Pavimentação estima que a reconstrução de uma nova ponte no local deve levar 180 dias para ser finalizada. O que deve começar a ser feito após o estudo técnico. O município havia investido aproximadamente R$ 750 mil na estrutura que caiu.

Além dessa ponte, as chuvas danificaram total ou parcialmente 45 pontes e pontes-aterro. Destas, aproximadamente 25 pontes já foram recuperadas pelo Município.

(com informações do N.Com)