28°
Máx
17°
Min

Líder de facção criminosa é preso em Curitiba

(Foto: Polícia Civil do Paraná) - Líder de facção criminosa é preso em Curitiba
(Foto: Polícia Civil do Paraná)

O homem apontado como líder de uma facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios foi preso nesta sexta-feira (29) em Curitiba. A abordagem foi realizada por policiais do Centro de Operações Policiais Especiais (COPE) na BR-116, no bairro Atuba.

Informações recebidas pela polícia alertam que Alberto Raimundo, vulgo Betão, de 31 anos, voltava de São Paulo após uma reunião com a cúpula da associação criminosa. De acordo com o delegado do COPE, Rodrigo Brown, ele “vinha dando ordens” na região.

“É um dos principais líderes do PCC que se encontrava em liberdade na região de Curitiba e vinha articulando as ordens e as missões do partido juntamente com os integrantes de São Paulo, que são efetivamente comando toda essa organização criminosa”, comentou o delegado.

Durante a viagem de ida ao estado vizinho, o suspeito participou da escolta a um Peugeot prata que transportava maconha. O carro era conduzido por uma jovem de 19 anos e sofreu um acidente no município de Juquiti (SP). A Polícia Rodoviária Federal encontrou mais de 30 quilos da droga no veículo.

(Foto: Carlos Soares/DPC)(Foto: Carlos Soares/DPC)

A ficha policial de Betão tem passagens por homicídio, roubo, furto, porte ilegal de arma e uso de documento falso. “Ele é envolvido em diversos crimes na região. A própria ficha criminal dele já denota a periculosidade do indivíduo uma vez que ele tem inúmeros antecedentes criminais”, disse Brown.

Ele é suspeito de ter participado do atentado que matou o agente penitenciário Ivan Lima dos Santos, em 2013 em Quatro Barras, na Região Metropolitana de Curitiba, e estava foragido da Operação Alexandria. Ele também é suspeito de participar de explosões de caixas eletrônicos e envolvimento no roubo de cargas.

Alberto Raimundo já foi condenado a mais de 19 anos de prisão e já cumpriu 12 no presídio federal de segurança máxima, em Mossoró (RN). Ele responde a processos criminais em diversas comarcas como Curitiba, Matinhos, Campo Largo, Almirante Tamandaré e outros.

Colaboração Polícia Civil