22°
Máx
16°
Min

Luizinho Gari ganha até dia 30 para apresentar defesa escrita à CP em Maringá

(Foto: Nádia Lopes/Rede Massa) - Luizinho Gari ganha até dia 30 para apresentar defesa escrita
(Foto: Nádia Lopes/Rede Massa)

O vereador Luizinho Gari (PP) prestou depoimento, nesta sexta-feira (2), à Comissão Processante da Câmara de Maringá que o investiga por suposta quebra de decoro parlamentar. Com poucas falas, ele negou ter agredido fisicamente a ex-esposa Camila Lima.

O presidente da Comissão Processante, Mário Verri (PT), leu um trecho da Lei Maria da Penha em que expôs outros tipos de violência contra a mulher, questionando o vereador sobre sua conduta.

Porém, o advogado de Luizinho Gari, Odacir Fiorini Junior, orientou seu cliente para que não respondesse. O vereador passou cerca de dez dias na prisão acusado de ameaçar a ex-mulher.

Luizinho Gari também levantou que não foi detido nas dependências do Legislativo de Maringá, mas em uma rua lateral, o que a comissão informou que vai averiguar com base em imagens das câmeras de segurança.

O investigado recebeu prazo até o dia 30 deste mês de maio para entregar sua defesa por escrito.

Colaboração Nádia Lopes e Marcos Vinícius da Rede Massa