22°
Máx
16°
Min

Mais de 2 toneladas de drogas já foram apreendidas na 'Muralha'

No período de 02 a 30 de maio, que corresponde a 29 dias de Operação Muralha, foram realizadas 33 prisões em flagrante e apreensões de 2,79 toneladas de drogas; duas armas e 795 munições; 113 mil comprimidos e unidades de medicamentos e anabolizantes e aproximadamente R$ 3,1 milhões em mercadorias apreendidas.

Além disso, foram retidos 67 veículos, incluídos caminhões, ônibus e automóveis.

As atividades na região oeste do Paraná estão sendo realizadas principalmente na praça de pedágio situada no município de São Miguel do Iguaçu, em estradas secundárias da região e também na barranca do lago de Itaipu.

Desde a última terça-feira (24) o helicóptero da Receita Federal está atuando nesta região, apoiando e orientando as equipes volantes em terra. Além disso, nesta segunda-feira (30), o Exército Brasileiro passou a prover e reforçar a segurança dos servidores que estão atuando na barreira de fiscalização no pedágio.

A situação marcante dessa última semana aconteceu na sexta-feira (27), por volta das 21h30, quando um menor foi apreendido com 5,9 kg de maconha, presos junto ao corpo, e uma arma de fogo calibre 380. Ele disse que comprou a droga por R$ 1,5 mil e a arma por R$ 1 mil no Paraguai e levaria para Guarapuava.

A Operação Muralha, que envolve servidores da Receita Federal, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Exército, Marinha, Polícia Militar do Paraná e Polícia Civil, continua por período indeterminado na praça de pedágio em São Miguel do Iguaçu, de forma permanente e ininterrupta (24 horas por dia), com auxílio de cães farejadores, scanners de bagagem e de veículos, além das equipes volantes atuando na região.

Esta ação visa prevenir e combater os crimes de contrabando e descaminho, tráfico de drogas, armas, munições, medicamentos e outros crimes praticados, em especial com enfoque em produtos que ingressam ao Brasil vindos do Paraguai.

Colaboração: Assessoria de imprensa