28°
Máx
17°
Min

Manifestação terá esquema especial de segurança

(Foto: Tasso Marcelo/ Fotos Públicas) - Manifestação terá esquema especial de segurança
(Foto: Tasso Marcelo/ Fotos Públicas)

Neste domingo (13), a área central de Curitiba contará com um esquema especial de segurança durante a Mega Manifestação,  prevista para as 14 horas. “Vamos garantir o direto de manifestação e exposição de opinião, mas aplicaremos toda a energia para inibir vandalismos e depredações ao patrimônio público”, disse o Comandante do 12.º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Antônio Zanatta Neto.

O policiamento será composto por equipes policiais da Radiopatrulha (RPA), da Rondas Ostensivas Tático Móvel (ROTAM), da Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (ROCAM), pelo Serviço Reservado e pela Companhia GIRO (Grupo de Intervenção Rápida e Ostensiva). O batalhão conta ainda com uma base de comando e monitoramento móvel, com o qual será possível acompanhar o deslocamento dos manifestantes e localizar pontos que necessitem de abordagem preventiva. 

Haverá patrulhamento a pé, com motos, viaturas, módulos móveis e até um helicóptero do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA). O policiamento também terá apoio do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), além de equipes hipomóveis do Regimento de Polícia Montada (RPMon).

De acordo com o Subcomandante do 12º BPM, major Alex Erno Breunig, a concentração dos manifestantes está marcado para às 14h, mas o reforço policial iniciará às 9 horas. “Os grupos vão se reunir na Praça Santos Andrade e depois seguirão pela Rua João Negrão e depois pela Avenida Marechal Deodoro da Fonseca. Depois, seguem para a Travessa Oliveira Belo e acessam a Rua XV de Novembro, terminando o trajeto na Boca Maldita”, explicou o major.

Organização

Na última semana, o 12º BPM convidou os principais grupos sociais para uma reunião na sede da unidade, no bairro Santa Quitéria, em Curitiba (PR), para estabelecer acordos a fim de garantir o direito de manifestação e organizar o evento para não prejudicar as demais pessoas que estejam passando pelo centro da capital no momento do ato.

“Convidamos os representantes de vários movimentos sociais envolvidos no protesto e tivemos a presença dos grupos Curitiba contra a Corrupção, Somos do Bem, Direita Curitiba, Vem pra Rua, Acorda Brasil, entre outros. Estamos abertos para o diálogo, queremos que seja um ato pacífico sem situações de tumultos, brigas e confusões. A PM vai acompanhar e agir somente se necessário”, afirmou o tenente-coronel Zanatta.

Informações Policia Militar do PR