22°
Máx
16°
Min

Manifestantes aplaudem trabalho da Justiça Federal

Dezenas de pessoas se reuniram na frente da Justiça Eleitoral de Maringá, na tarde desta quinta-feira (17), para protestar contra a nomeação do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva como ministro-chefe da Casa Civil.

O público defendeu o trabalho desenvolvido na Operação Lava Jato, que investiga um esquema de corrupção implantado na Petrobras. O juiz Sérgio Moro, que é de Maringá, foi citado em diversas faixas, com o apoio ao trabalho desenvolvido por ele no julgamento dos réus da operação.

Houve aplausos para juízes federais, que foram para junto dos manifestantes. Os magistrados fazem hoje um protesto nacional pela independência do Judiciário e também em defesa de Sérgio Moro.

O presidente da subseção de Maringá da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Marcos Rocha, era um dos participantes. Em entrevista à Rede Massa, ele declarou que a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula desrespeitaram o poder Judiciário.

Boa parte dos manifestantes estavam vestidos de preto, em sinal de luto pela nomeação de Lula. O protesto foi convocado por entidades, como a Associação Comercial e Industrial de Maringá (Acim), que emitiu uma nota de repúdio à escolha do governo federal.