26°
Máx
19°
Min

Maringaense viveu temor pela passagem do furacão nos EUA

O furacão Matthew se enfraqueceu nesta sexta-feira (7) e não causou os transtornos previstos na Flórida, nos Estados Unidos, após causar a morte de mais de 190 pessoas no Caribe. Maringaense, Igor Fernandes mora com a esposa Natália há três anos em Deerfield Beach, onde tiveram a filha Mariana, justamente na rota do furacão. 

Ao portal Massa News, ele contou o medo vivido pela comunidade. Com o anúncio do governo com as precauções que deveriam ser tomadas, as pessoas começaram a estocar comida e água, comprar lanternas, pilhas e fogareiros, já prevendo que poderiam ficar sem energia elétrica – o que de fato aconteceu. 

Maringaense viveu temor pela passagem do furacão nos EUA

“Os mercados ficam sem água em poucos minutos, a cidade fica um caos, todas as pessoas protegem suas casas com metal nas janelas, outras até evacuam a área por segurança. O governo orienta todos os passos do furacão por SMS e, assim, cada um age a sua maneira”, relatou Fernandes.

Houve também falta de gasolina nos postos e, até a quinta-feira, o clima era de tensão. Já nesta sexta-feira, o risco do furacão havia passado, restando o de tempestades.