21°
Máx
17°
Min

Maternidade do Hospital Universitário será inaugurada no dia 30

(Foto: Divulgação) - Maternidade do Hospital Universitário será inaugurada no dia 30
(Foto: Divulgação)

A Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) inaugura na próxima segunda-feira (30) a Maternidade do Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais (HU), com a oferta de 32 leitos para a região da 3ª Regional de Saúde. No mesmo será oficializada a reabertura da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Adulto, com a entrega de 10 novos leitos individuais, agregando-se aos 11 já em operação. Os dois investimentos somam cerca de R$ 1 milhão.

De acordo com o diretor geral do HU, Everson Augusto Krum, a oferta dos 32 leitos da Maternidade obedecerá à classificação do programa Rede Mãe Paranaense, com atendimento em risco habitual e risco intermediário. Também será aberta para internamentos nos casos de intercorrência da gravidez, tais como perdas sanguíneas; excesso de vômitos com desidratação; elevação descontrolada da pressão; ou outros casos que necessitem de tratamento hospitalar.

As gestantes serão recebidas no 4º andar do hospital, adaptado com sala de acolhimento; quarto de observação e quartos de internamento, com no máximo dois leitos e dois berços por quarto. No mesmo andar ficará o berçário, com técnico 24 horas exclusivo para o atendimento e para o recebimento de até sete crianças que, por indicação clínica, não possam ficar junto às mães nos quartos. Apenas nas reformas e adaptações, foram investidos R$ 600 mil, oriundos da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

No Centro Obstétrico, estão preparadas salas de pré-parto; duas salas de cirurgias para parto normal ou cesariana, conforme a indicação médica; e sala de acolhimento do recém-nascido. “Todos esses ambientes terão a presença de técnicos exclusivos, à disposição 24 horas, conforme preconizado pelo Programa de Humanização no Parto e Nascimento do Ministério da Saúde”, comenta Everson Krum.

A equipe que vai atuar na Maternidade é composta por dois obstetras, anestesista e pediatra em plantão 24 horas por dia. Além desses profissionais, as gestantes serão avaliadas diariamente por um professor e alunos de Medicina da UEPG. Para as crianças que ainda estiverem internadas junto às mães (ou que eventualmente estejam no berçário), haverá a disponibilidade de outro pediatra que fará visitas diárias.

Na enfermaria, a Maternidade contará com o serviço de 64 técnicos em enfermagem e mais 13 enfermeiros. Um profissional ficará na coordenação e os demais vão se revezar na supervisão 24 horas por dia, no Centro Obstétrico, Sala de Recuperação Pós-Anestésica, Maternidade e Berçário. “Vale destacar que o HU conta ainda com Ambulatório de Gestão de Alto Risco e 12 Leitos de UTI Neonatal e Pediátrico”, observa Krum.

O diretor do hospital acrescenta que, para o funcionamento de toda esta estrutura, foram ampliadas as equipes de vigilância, segurança, limpeza, asseio e conservação e serviços de lavanderia. Também foram adquiridos enxovais e rouparia específicos para gestantes e recém-nascidos; e foram adquiridos insumos, medicamentos, dietas e materiais usados por gestantes e crianças. “Tudo para oferecer um ambiente ótimo e um serviço de qualidade”.

Mais leitos de UTI

Durante o evento de inauguração da Maternidade do HU, também ocorrerá a reabertura oficial da UTI Geral, reformada e modernizada com 10 leitos individuais, o que possibilitará receber mais pacientes em isolamento de contato, uma novação no serviço público de saúde nos Campos Gerais. A ala terá ainda um leito de isolamento respiratório.

No mesmo ato, serão entregues 10 novos leitos de UTI Geral, também individuais, que, após a contratação de equipe médica, de enfermagem, fisioterapia e de apoio, passará a dar uma garantia ainda maior de atendimento à população. Conforme informa o diretor do HU, esta reforma e ampliação teve um custo de R$ 390 mil repassados pela Sesa. “Com isso, o HU passará a disponibilizar 33 leitos de UTI, sendo 21 adultos 12 neonatal e pediátrico”, completa.

Colaboração Assessoria de Imprensa.