26°
Máx
19°
Min

Menores aprendizes assinam contrato com a prefeitura

Eles vão exercer a função de auxiliar administrativo (Foto: Silmara Santos) - Menores aprendizes assinam contrato com a prefeitura
Eles vão exercer a função de auxiliar administrativo (Foto: Silmara Santos)

Foi realizada nesta terça-feira (01), na Prefeitura de Cafelândia, a recepção e cerimônia de assinatura do contrato dos menores aprendizes aprovados no teste seletivo para formação em auxiliar administrativo, em conformidade com o Programa Social Municipal de Profissionalização na modalidade aprendizagem.

Os cinco jovens aprovados assinaram o contrato de aprendizagem que tem duração de dois anos, em que o aprendiz cumprirá jornada de trabalho de quatro horas diárias, de segunda a sexta-feira, sendo vinte horas de atividades práticas na Prefeitura e quatro horas na Fundação Padre Luis Luise com atividades teóricas.

 “A parceria entre a prefeitura e a Fundação Padre Luis Luise é muito importante para que esses jovens aprendizes possam ser inseridos no mercado de trabalho, muitos desses jovens que após cumprir o período de jovem aprendiz, trabalham como estagiários e depois são inseridos em outras empresas, por isso, em nome da administração quero agradecer a todos que elaboraram o processo seletivo, esperamos que esses jovens possam desenvolver um ótimo trabalho, essa parceria em conjunto com a fundação é muito importante para o município e para a sociedade”, diz o prefeito Valdir Andrade da Silva, o Bugrão.

Segundo a diretora e coordenadora do programa jovem aprendiz, Marta Rozane Bach de Cristo.

“Deu muito certo essa parceria com a prefeitura, com isso podemos trabalhar a parte teórica com esses jovens, hoje estamos iniciando mais uma turma de 50 jovens e já temos uma em andamento, esperamos inserir todos eles no mercado de trabalho, por isso peço a quem quiser conhecer um pouco mais sobre o programa, que procure a fundação”.

Os jovens com interesse em participar do programa devem ter idade entre 14 e 18 anos, estar cursando o ensino fundamental ou médio e estar escrito no Cadastro Único ou em outro programa social e ter renda de até meio salário mínimo regional por pessoa na família.

Para mais informações basta entrar em contato com a Secretaria de Assistência Social, pelo telefone (45) 3241-3895.

Colaboração: Assessoria de imprensa