20°
Máx
14°
Min

Merendeiras de escolas passam por capacitação

Merendeiras de escolas passam por capacitação

A opção de temperos mais naturais como orégano, alho, louro em substituição ao uso do sal, é um dos tópicos que estão sendo tratados no curso de capacitação para merendeiras das escolas municipais.

A intenção com esse treinamento e troca de informações ampliar a oferta de pratos saudáveis preparados com alimentos naturais. Estão participando desse curso teórico e prático, as merendeiras concursadas do município.

A capacitação já foi realizada nas escolas das regiões dos bairros Morumbi e Porto Meira. Os próximos treinamentos serão dia 1º. de junho, na Escola Municipal Josinete Holler para as unidades da Vila C e no dia 3 de junho, na Escola Municipal João da Costa Viana, atendendo as escolas da região do Três Lagoas.

O município possui hoje 282 merendeiras entre concursadas e terceirizadas, elas são responsáveis pela preparação da alimentação balanceada e segura ofertada no cardápio, que é elaborado por nutricionais da Secretaria Municipal da Educação.

Durante o treinamento, que busca garantir a segurança alimentar dos cerca de 20 mil alunos da rede municipal, são dadas orientações sobre novas técnicas de preparo de alimentos dentro dos princípios higiênicos e sanitários.

Dicas que melhoram o desempenho no ambiente de trabalho reduzindo os riscos de contaminação dos produtos.

O curso que tem duração de uma manhã promove ainda dinâmicas de grupo, para que as merendeiras possam se conhecer melhor e ampliar a rede de troca de informações, já que trabalham em unidades que ficam na mesma região.

Na parte prática com a participação do diretor de Assistência ao Educando, Nelson Greteski Júnior, as merendeiras preparam um prato, aplicando novas técnicas como o uso de produtos mais naturais, principalmente temperos, e fazendo ainda o aproveitamento de talos e cascas de legumes e frutas.

O resultado é um alimento mais natural e saudável, com valores nutricionais de acordo com a necessidade da faixa etária desses estudantes.

Na rede municipal, entre escolas e centros municipais de educação infantil, são servidas cerca de 49 mil refeições por dia.

As opções pratos são bastante diversificadas, incluem lanches e também pratos mais elaborados como risoto, macarronada, canjiquinha, polenta, carreteiro, arroz e feijão, mandioca com carne, canja e sopa de feijão com macarrão, entre outros.

E é principalmente na preparação dessas receitas que o curso ofertado às merendeiras está trabalhando, para diminuir o uso de sal e oferecer opções para essa diversificação.

A merenda escolar ofertada hoje aos estudantes do município deixou de ser um lanche e passou a ser uma alimentação completa, por isso os constantes cursos de capacitação, para que esse público tenha sempre a mesa comida balanceada e segura.

Colaboração: Assessoria de imprensa