23°
Máx
12°
Min

Mesmo sem acordo, trabalhadores da Urbs decidem suspender greve

(Foto: Divulgação/TRT) - Mesmo sem acordo, trabalhadores da Urbs decidem suspender greve
(Foto: Divulgação/TRT)

Os trabalhadores da Urbanização de Curitiba (Urbs) decidiram suspender a greve da categoria nesta quinta-feira (14), depois que a audiência de conciliação, no Tribunal Regional do Trabalho do Paraná, terminou sem acordo entre as partes.

Com isso, o retorno aos postos de trabalho deve acontecer depois da realização da assembleia dos trabalhadores, marcada para esta sexta-feira (15), às 8h30. Uma nova sessão de negociação com Urbs pode acontecer na semana que vem.

Em relação aos agentes de trânsito, o Sindicato dos Trabalhadores em Urbanização do Estado do Paraná (Sindiurbano) afirmou que vai tentar manter as escalas já a partir da zero hora de sexta, para atender a um pedido formulado pela URBS.

No entanto, até a realização de uma nova audiência, o estado de greve será mantido e as partes se comprometeram a continuar negociando. A data-base, um dos motivos para a paralisação, foi definida para primeiro de maio, como pediam os trabalhadores.

Já o reajuste salarial, outro ponto em debate, ficou fixado em 10%, recompondo a inflação do período. O impasse permanece, entretanto, no que diz respeito ao pagamento do retroativo à data-base.

Se na próxima audiência não houver acordo, a greve será julgada pela Seção Especializada do TRT – e se isso acontecer, os trabalhadores voltam a paralisar suas atividades. A nova sessão de conciliação vai acontecer na próxima quinta-feira (21), às 14h, na sede do TRT-PR.