23°
Máx
12°
Min

Ministério autoriza permanência de ponte móvel em Londrina

(foto: N.Com/Divulgação) - Ministério autoriza permanência de ponte móvel
(foto: N.Com/Divulgação)

A Prefeitura de Londrina obteve, nesta quinta-feira (14), a autorização do Ministério da Integração Nacional para a permanência da ponte móvel instalada pelo Exército Brasileiro sobre o rio Taquara até março de 2017. A solicitação para a dilação do prazo foi feita na quarta-feira (13), em ofício assinado pelo prefeito Alexandre Kireeff. A permanência da ponte contou com a colaboração do deputado federal Sérgio Souza. A autorização deverá ser formalizada nos próximos dias.

Segundo o Chefe de Gabinete da Prefeitura de Londrina, George Danielides, o ministro de Estado da Integração Nacional, Helder Barbalho, compreendeu a necessidade de o Município manter a estrutura metálica, montada pelo Exército Brasileiro, porque permite a locomoção da população do Distrito de Paiquerê ao Patrimônio de Guairacá e vice-versa. Caso a estrutura fosse retirada, o percurso dos moradores daquela região aumentaria, em média, 20 quilômetros.

“Para iniciar o processo licitatório de construção de uma nova ponte é preciso que o Município receba recurso financeiro de aproximadamente R$ 8 milhões, conforme sinalização feita recentemente pelo governo federal”, explica Danielides. Com esse recurso será possível reconstruir outras nove pontes afetadas pelas chuvas de janeiro deste ano.

A sinalização do repasse foi efetivada em 25 de abril, quando se deu início ao processo licitatório. No momento, a documentação encontra-se em análise na Procuradoria Geral do Município. Os procuradores devem encaminhar o parecer até o final de julho à Secretaria Municipal de Gestão, responsável pela publicação do edital em Jornal Oficial do Município.

A modalidade de licitação será a de Regime Diferencial de Contratação (RDC) e a previsão é que a ponte esteja finalizada até 25 de fevereiro de 2017. A empresa vencedora do certame terá 135 dias para concluir as obras. Com a dilação do prazo, a ponte temporária ficará instalada até março de 2017.

Até o momento, o Município já recuperou 35 das 45 pontes e pontes-aterro prejudicadas total ou parcialmente após maior evento climático extremo, ocorrido em Londrina. Os prejuízos totais ultrapassaram os R$ 95 milhões, incluindo bens públicos e privados, mensurados pela Defesa Civil.

(com informações do Núcleo de Comunicação da Prefeitura)