22°
Máx
14°
Min

Ministério Público denuncia padre e mais três por desvios em igreja

(Rede Sul de Notícias/Arquivo) - Ministério Público denuncia padre e mais três por desvios em igreja
(Rede Sul de Notícias/Arquivo)

O Ministério Público do Paraná, por meio do núcleo regional do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) em Guarapuava, apresentou, nessa quarta-feira (20), denúncia criminal contra quatro pessoas acusadas de desviar dinheiro da Igreja Católica do município. O padre Sercio Ribeiro Catafesta é um dos envolvidos. A ação penal foi ajuizada no âmbito da Operação Sacrilégio, deflagrada em novembro de 2014.

Segundo o Gaeco, os fatos ocorreram nos anos de 2013 e 2014, quando os réus teriam desviado recursos do Setor de Obras da Mitra Diocesana, totalizando cerca de R$ 70 mil. De acordo com a denúncia, o padre teria estruturado um esquema para beneficiar os demais denunciados, seus amigos, pagando a eles valores bem superiores aos praticados pelo mercado para a realização de reforma de uma unidade pertencente à Diocese. O padre ocupa o cargo de ecônomo e é responsável pela administração dos bens.

O Ministério Público denuncia os quatro réus pelo crime de furto qualificado e também denuncia o padre por coação no curso do processo (quando se ameaça alguém para mudar o depoimento, por exemplo). O MP requer ainda a reparação do dano de cerca de R$ 70 mil causado à Mitra Diocesana de Guarapuava.



(com informações do Ministério Público)