27°
Máx
13°
Min

Mobilização pede fim da cultura do estupro em Londrina

Centenas de mulheres se reuniram no calçadão de Londrina no início da tarde deste sábado (28) em uma mobilização pelo fim da cultura do estupro no país. Além da defesa das mulheres em geral, o ato também aconteceu em apoio à jovem de 16 anos que foi vítima de um estupro coletivo cometido por 33 homens nesta semana.

O grupo se reuniu em frente ao Banco do Brasil e saiu em passeata até a Concha Acústica, onde o espaço foi aberto para que as participantes do evento se expressassem. Durante a caminhada, os manifestantes seguraram cartazes e gritaram pelo fim da violência contra a mulher.

A mobilização foi organizada pelas redes sociais. “A cultura do estupro é resultado de uma estrutura da nossa sociedade: o patriarcado. A cultura do estupro não é responsável apenas por estupros, mas pela hipersexualização dos corpos feminismos - mulheres e crianças - , pela prostituição, pela pornografia, pela pedofilia, pelos assédios na rua”, diz o texto que convidava para o evento.

Colaboração Heloísa Pedrosa, da Rede Massa.