22°
Máx
17°
Min

Moradores pedem atendimento digno e fecham Banco do Brasil em Querência do Norte

Moradores pedem atendimento digno e fecham Banco do Brasil

Cerca de 500 moradores de Querência do Norte (a 130 quilômetros de Paranavaí) fizeram um protesto em frente à agência do Banco do Brasil, localizada no Centro da cidade. Eles pedem o retorno integral dos atendimentos, que estão parcialmente suspensos desde o assalto registrado no último 9 de maio.

Na data, bandidos armados roubaram o Banco do Brasil e a cooperativa de crédito Sicoob. Na fuga, eles chegaram a fazer um ‘cordão humano’ com reféns e um segurança foi ferido.

O presidente do Sindicato Rural Patronal, Denilson Antonio Aita, explicou que a comunidade tem sofrido prejuízos devido ao atendimento parcial do banco. Esta semana, teria sido liberado o acesso aos caixas eletrônicos, mas faltam cédulas para toda a população. 

“Aposentado saca R$ 100, R$ 200 e não tem mais o que tirar. Nós estamos em uma situação que o comércio inteiro parou. Todo mundo está prejudicado”, declarou.

Os moradores têm ido a cidades vizinhas para sacar dinheiro e gastado também em outros locais, o que vem prejudicando a economia de Querência do Norte, segundo Aita. Um funcionário do banco tentou entrar no local para trabalhar nesta sexta-feira, mas foi impedido pela população, que pede a abertura completa e atendimento digno. 

Enquanto a agência não retomar o expediente com atendimento ao público integralmente, a comunidade promete impedir a entrada de pessoas, deixando-a fechada.