24°
Máx
17°
Min

Moradores protestam em local de atropelamento fatal em Rolândia

(foto: Google Maps/Reprodução) - Moradores protestam em local de atropelamento fatal
(foto: Google Maps/Reprodução)

Moradores de Rolândia realizaram, no início da tarde deste sábado (18), um protesto no semáforo da BR-369 em frente à igreja da Ressurreição, onde na tarde da última quarta-feira (15) uma mulher de 32 anos morreu atropelada por um caminhão enquanto trafegava de bicicleta pela via. Ela tinha acabado de deixar o filho na escola quando se envolveu no acidente.

"O protesto é para que, de alguma maneira, possamos cobrar das autoridades competentes, alguma solução, mesmo sabendo que isso não a trará de volta, mas verão que ela não será mais uma que ficará em vão", afirmam os organizadores, que pedem uma passarela no local.

 Segundo a prefeitura de Rolândia, já está em fase final a elaboração de um projeto de modernização do entorno da igreja da Ressurreição, com pavimentação das marginais da BR-369 e construção de duas rotatórias para reorganizar o tráfego no local.

 O custo do projeto, estimado em R$ 100 mil, será bancado pelas empresas JBS, Eurofral e Granjeiro, sediadas no entorno. A obra deve custar cerca de R$ 4 milhões a prefeitura busca recursos estaduais e federais para executá-la.