24°
Máx
17°
Min

Morre homem que ‘ressuscitou’ durante preparação de velório em Londrina

(foto: Arquivo familiar) - Morre homem que ‘ressuscitou’ durante preparação de velório
(foto: Arquivo familiar)

Morreu às 22h de terça-feira (27) na Santa Casa de Londrina o idoso Milton Alves de Souza, de 68 anos, que havia sido dado como morto por médicos do Hospital da Zona Norte na tarde da última quinta-feira (22), mas voltou à vida enquanto o corpo era preparado para o velório por funcionários da Acesf.

Segundo a assessoria de imprensa da Santa Casa, nos  dias que esteve em atendimento na UTI da Santa Casa, Milton permaneceu em estado muito grave, inconsciente e respirando por aparelhos. O paciente chegou à Santa Casa com hiportermia, sendo mantido aquecido durante toda a estada no Hospital. Ele tinha choque séptico, DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica), insuficiência respiratória e insuficiência renal crônica agudizada. O atestado de óbito será emitido pelo IML.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para que seja apontada a causa da morte e possíveis indícios do quadro apresentado há quase uma semana no Hospital da Zona Norte.

São investigadas as hipóteses de catalepsia, distúrbio do sono que sinais vitais diminuem a quase zero, tornando o pulso e a respiração quase imperceptíveis. Outra possibilidade é a Síndrome de Lázaro, em que o coração para de bater e volta subitamente depois, sem explicação plausível. Esta síndrome foi observada em cerca de 30 pacientes nos últimos 30 anos.

O Hospital montou uma sindicância interna para investigar um possível erro de diagnóstico médico.

A família de Milton registrou boletim de ocorrência sobre o caso.