24°
Máx
17°
Min

Morre Lívia, bebê da jovem baleada na cabeça em Tapejara

Thaysa continua respirando por aparelhos e corre risco de morte (Foto: Divulgação) - Morre Lívia, bebê da jovem baleada na cabeça em Tapejara
Thaysa continua respirando por aparelhos e corre risco de morte (Foto: Divulgação)

Morreu na madrugada desta quinta-feira (14) Lívia, a bebê de apenas três dias, filha de Thaysa Vilas Boas, baleada na cabeça na última segunda-feira (11), em Tapejara. A jovem, grávida de sete meses, precisou passar por uma cesárea de emergência em Umuarama e a criança prematura não sobreviveu.

Segundo informações da funerária que fez o transporte do corpo, o sepultamento deve acontecer ainda na manhã desta quinta-feira, no Cemitério Municipal de Tapejara. 

Inicialmente, o principal suspeito do crime era o ex-companheiro de Thaysa, mas agora a Polícia Civil trabalha em outra linha de investigação, com base no depoimento de pessoas que estavam próximas à cena da tentativa de homicídio.

O estado de saúde da jovem é gravíssimo. Ela continua respirando por aparelhos e ainda corre risco de morte.

Confira nota do Hospital São Paulo

"O bebê do sexo feminino que nasceu por cesariana na segunda-feira, 11/7, no Hospital e Maternidade Norospar, de Umuarama, faleceu na madrugada desta quinta-feira (às 2 horas), resultado de uma parada cardíaca, causada por um quadro grave de anoxia, gerado pela prematuridade e por dificuldades respiratórias.

O bebê é filho da mãe que deu entrada com gravíssimo ferimento na cabeça, após ser atingida por tiro em Tapejara. Nasceu com 2,415 quilos e 35 semanas de gestação.

A equipe da UTI Neonatal da Norospar, considerada referência regional, promoveu todos os esforços possíveis para evitar a perda do bebê."