21°
Máx
17°
Min

Morre mulher que teve 80% do corpo queimado em incêndio

Morreu na noite de quinta-feira (15) a mulher de 49 anos que teve 80% do corpo queimado em um incêndio a residência na noite de quarta (14) no bairro São Sebastião, em Joaquim Távora (53 km de Jacarezinho).

Silvana Prestes Farias foi socorrida e transferida em estado gravíssimo para a Santa Casa de Jacarezinho. Durante toda quinta-feira, a vítima aguardava uma vaga no Hospital Universitário (HU) de Londrina. Por volta das 20h, a morte foi confirmada.

Segundo a assessoria de imprensa do HU, a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Centro de Tratamentos de Queimados (CTQ) está com os seis leitos ocupados. Na enfermaria, apenas uma das dez vagas está disponível.

Outras duas pessoas estavam na casa no  momento do incêndio. Luiz Antônio Farias, de 42 anos, que chegou a ser encaminhado ao hospital com queimaduras nos braços e pernas, mas fora de risco. Arminda dos Santos, de 89 anos, sofreu apenas ferimentos leves.

Segundo um vizinho, o incêndio pode ter sido provocado por uma vela, acesa por conta do bairro estar sem energia elétrica naquela noite.

“Estava deitado, e percebi um clarão do lado de fora que me chamou a atenção, pois não havia energia no bairro. Quando abri a porta me deparei com a casa em chamas, e com a ajuda de outros moradores vizinhos arrombamos a porta. O Luiz e a dona Arminda foram os primeiros a serem retirados da residência. A Silvana, porém, estava caída no chão da sala com o corpo todo queimado. Mesmo bastante ferida, ela disse que o incêndio foi provocado por uma vela. Consegui arrastá-la até o lado de fora, no corredor, onde os socorristas pouco depois a resgataram”, disse o servente de pedreiro Pedro Ricardo dos Santos.

O delegado Rubens José Perez abriu inquérito para apurar as causas do incêndio e aguarda o laudo da perícia no imóvel feito pelo Instituto de Criminalística de Londrina.

(com informações de Luiz Guilherme Bannwart/Tanosite)