22°
Máx
17°
Min

Morte e destruição após ventos fortes na divisa do Paraná com Santa Catarina

Vendavais foram registrados na madrugada desta segunda-feira (16) na região de União da Vitória, no sul do Paraná, e de Porto União, município catarinense vizinho. Um homem de 54 anos morreu durante a tempestade.

O irmão dele, de 49 anos, ficou ferido gravemente. Ele foi socorrido e transferido para um hospital de Jaraguá do Sul. O caso aconteceu na zona rural de Porto União, bem próximo da divisa com o Paraná. A destruição foi bastante grande na localidade de Santa Maria.

As equipes de socorro que foram para a região ainda não sabem como o homem morreu e seu irmão ficou ferido. A casa deles ficou completamente destruída em função dos ventos. Como os destroços ficaram espalhados por cerca de 50 metros, os bombeiros acreditam em ciclone ou algum fenômeno similar.

A força do vento chegou a derrubar um caminhão, com placas de União da Vitória, e a destruir telhado de casas na região. Também há registro de quedas de árvores. Em União da Vitória, alguns bairros foram bastante atingidos pela tempestade, inclusive com queda no fornecimento de energia elétrica. A Defesa Civil do Paraná não recebeu registros de eventos graves em União da Vitória.

(Foto: João Carlos Frigério)(Foto: João Carlos Frigério) 

Segundo o meteorologista Reinaldo Kneib, do Instituto Tecnológico Simepar, a estação meteorológica de União da Vitória registrou ventos de 25 km/h na madrugada, mas o vendaval chegou a 63 km/h em General Carneiro, na região centro-sul do Estado. Kneib explica que uma frente fria pode causar eventos pontuais, como no caso de uma forte tempestade ou um intenso vendaval, em uma localidade. Outros fatores, como a tipologia do terreno, também podem influenciar nestas ocorrências.

Confira mais imagens da destruição:


Colaboração João Carlos Frigério e Daniel Santos, da Rede Massa