22°
Máx
16°
Min

Motoristas e cobradores acusam empresa de não recolher FGTS

Assembleia foi realizada na frente da empresa (Foto: Divulgação) - Motoristas e cobradores acusam empresa de não recolher FGTS
Assembleia foi realizada na frente da empresa (Foto: Divulgação)

Os motoristas e cobradores da Viação Cidade Sorriso, que atua no transporte coletivo em Curitiba e tem sede no bairro Umbará, aprovaram em assembleia uma série de medidas para reivindicar o recolhimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e pagamento de outros benefícios. A assembleia foi realizada na manhã desta quinta-feira (7).

De acordo com o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc), a empresa está atrasando o recolhimento do FGTS dos trabalhadores há sete meses. O sindicato afirmou que a viação está retendo ilegalmente recursos dos trabalhadores, como fundo assistencial e assistência médica, repasse a farmácias com desconto em folha e mensalidades de associação sindical. O Sindimoc ainda comunicou que a empresa efetua os descontos dos salários, mas não faz os repasses necessários.

Os trabalhadores aprovaram em assembleia que o Sindimoc deve entrar com medidas judiciais cabíveis. A entidade deve registrar um boletim de ocorrência por apropriação indébita. Ainda segundo o sindicato, a empresa atende 49 linhas do centro e sul da capital e conta com cerca de mil trabalhadores.

A reportagem do Massa News aguarda um posicionamento da Viação Cidade Sorriso.