22°
Máx
14°
Min

Motoristas e cobradores de Colombo fazem assembleia sobre onda de assaltos

(Foto: Divulgação / Sindimoc) - Motoristas e cobradores de Colombo fazem assembleia sobre onda de assaltos
(Foto: Divulgação / Sindimoc)

Os motoristas e cobradores das empresas Colombo e Santo Antônio, que atuam em Colombo, iniciaram o trabalho, nesta terça-feira (12), apenas às 6h. A categoria fez uma mobilização para discutir a onda de assaltos no transporte coletivo da cidade. Com isto, foram paralisadas as 14 linhas da viação Colombo e as 33 da Santo Antônio no início da manhã, afetando o serviço aos usuários do município.

Segundo informações do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc), cerca de 600 trabalhadores participaram de assembleia na porta das garagens para definir ações contra os constantes assaltos e arrastões dentro dos veículos. Ficou definido na assembleia que o sindicato deve ampliar a mobilização por mais segurança, com a realização de outras assembleias, protestos e até mesmo paralisações.

Dados repassados pelo Sindimoc apontam que são registrados, em média, 11 assaltos e arrastões diariamente no transporte coletivo da Grande Curitiba. Cerca de 25% deste total acontece nos ônibus das empresas que atuam em Colombo. Conforme o sindicato, não houve ainda ação eficaz para coibir o problema por parte das autoridades competentes.

Colaboração Sindimoc