22°
Máx
14°
Min

Movimentação do Porto de Paranaguá corresponde a um terço do PIB do Estado

Movimentação do Porto de Paranaguá corresponde a um terço do PIB do Estado. (Foto: Arnaldo Alves / ANPR) - Movimentação do Porto de Paranaguá corresponde a um terço do PIB do Estado
Movimentação do Porto de Paranaguá corresponde a um terço do PIB do Estado. (Foto: Arnaldo Alves / ANPR)

O Porto de Paranaguá é uma peça fundamental para a corrente de comércio brasileira e as milhões de toneladas de grãos, carnes, alimentos e outros produtos que passam pelo local todos são fundamentais para o crescimento do Estado e do País. Atualmente, cerca de 31 bilhões de dólares por ano em mercadorias entram ou saem do Brasil por Paranaguá, o que corresponde a cerca de um terço do Produto Interno Bruto (PIB) do Paraná. Nesta quinta-feira (17), completa 81 anos. 

As cerca de 22 milhões de toneladas exportadas de derivados e produtos agrícolas paranaenses pelo Porto de Paranaguá foram fundamentais para consolidar o Estado como a quarta maior economia do País. Pelo porto também são importados mais de 70% dos fertilizantes usados para deixar ainda mais férteis as terras do Paraná e do Centro-Oeste do País, regiões que correspondem à maior parte da produção agrícola brasileira.


“O Porto de Paranaguá é uma peça chave na estrutura da produção do Brasil. O agronegócio ainda é o principal pilar da economia do País e o Paraná e o porto são protagonistas nesta dinâmica”, afirma o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho.

Para se ter uma ideia do valor movimentado pelo porto paranaense, os 31 bilhões de dólares anuais importados ou exportados por Paranaguá correspondem ao PIB do Ceará. O valor também é superior a tudo que é produzido na Bolívia.

Desenvolvimento local

Para a cidade de Paranaguá, o impacto do porto é ainda maior. A história do porto e do município se confundem em diversos momentos. “Se Paranaguá é uma das cidades mais importantes do Estado, deve muito disso ao porto e se o Porto de Paranaguá é um dos principais da América Latina, muito se deve à cidade e ao seu povo”, afirma o diretor-presidente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina, Luiz Henrique Dividino.

Pouco mais de 14% das empresas instaladas na cidade são ligadas ao transporte, armazenamento de cargas ou serviços portuários. Mais do que isso, estas empresas diretamente ligadas à atividade portuária empregam um em cada cinco trabalhadores de Paranaguá, promovendo um aumento de 16% nos empregos formais na cidade desde 2011, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho.

Os dados também mostram que, além de empregar boa parte dos cidadãos parnanguaras, a atividade portuária proporciona trabalho de qualidade, com boa remuneração para seus trabalhadores.

Dos cerca de 1,6 bilhão injetados na economia da cidade em salários todos os anos, um quarto é proveniente dos empregos ligados diretamente à atividade portuária. A média salarial destes trabalhadores também é 23% superior à remuneração média dos demais trabalhadores de Paranaguá.

Informações Agência Estadual de Notícias